Notícias

24 de maio de 2018

Eu me aproximei de Deus estando na Universidade



Soa até contraditório o título. Eu já ouvi falar que as pessoas se afastam de Deus quando adentram no âmbito acadêmico. Aconteceu comigo no primeiro semestre. Mudei mais uma vez de cidade pra estudar e foram difíceis os primeiros semestres, ainda não estava envolvida num Grupo de Oração local, em alguns domingos houve desencontros e eu não conseguia participar da Santa Missa, quando chegava lá e via as portas da Igreja fechada, meu coração rasgava. 

Fui então entrando num deserto espiritual, eu não sentia mais Deus, já não ouvia mais a sua voz. Foi um ano sofrido. Deus continuava ali, mas a minha cegueira e coração ressequido já não O notava. 

Foi então que Ele quebrou a minha surdez, adentrou no meu coração, limpou a minha visão. No silencio do meu quarto, interrompido pelo barulho do meu choro, Ele me dizia que era à força da minha fraqueza. Deus reverteu toda a situação. Não foi em apenas uma noite, não foi num passe de mágica, mas num constante mostrar: "Eu não desisto de você, não importa onde você esteja, és minha e nada mudará isso." 

Ele precisava primeiro trabalhar em mim para então fazer com que eu O transbordasse para o outro. É a pedagogia de Deus. Ele não quer empregados que obedeçam a suas ordens e comandos em série. Ele quer filhos que experimentam do Seu Amor que de tão grande não fica guardado em nós e há a necessidade de O difundir. Amor dado é Amor multiplicado. 

Da fraqueza humana enraizada na fortaleza de Deus nasceu o nosso Grupo de Oração Universitário (GOU). O nosso GOU. E Deus sempre generoso nos encontrava naqueles 30 minutos de Oração Comunitária. Deus nos alcançava. Deus nos acolhia. Tirava-nos da correria dos trabalhos, aula, provas, atividades para nos dizer: "O Teu tempo também é meu".

Lembro bem quando muitas vezes o meu coração se alegrava mais com o grupo na universidade do que com a própria universidade. A gente sabe o quanto cansativa e desgastante é a vida universitária. Mas repito: Deus nos alcançava.

A universidade nunca foi minha prioridade

Eu era irresponsável? Meu curso era integral, fazia PIBIC, durante dois anos cursei um técnico paralelamente, fazia minhas atividades. Ela não era minha prioridade, mas eu precisava honrar a Deus nos meus estudos. 

Muitos colegas me achavam "a louca", "Como você está sempre nos eventos da Igreja nos finais de semana e entrega tudo?", "Como você da conta?". No meu interior o meu questionamento era outro: "Como eles conseguem viver inteiramente para universidade sem enlouquecer?". Os encontros, missões, retiros que eu participava, era justamente "o combustível" que eu precisava pra retornar a mais uma semana muitas vezes exaustiva. 

E Deus me honrava. Eu falava com toda certeza e gratidão do meu coração: Deus me honrava. 

Sabe aquela frase "Cuida das minhas coisas que Eu cuido das suas" ela é o concreto da minha vida. Nunca, em momento algum, ao me doar no Serviço do Reino Deus me desamparava nas minhas atividades acadêmicas. Eu sei, Minha Mãezinha estava sempre aprouver junto a Jesus o vinho novo, a necessidade para Aquele momento. Era um verdadeiro milagre. E não falo milagre por que eu saía pra missão e Deus ia lá, sentadinho, escrever meus textos científicos. Mas Ele me dava condições para que eu mesma com as forças d'Ele cumprisse minhas atividades dentro e fora da universidade. Diversos são os testemunhos acadêmicos. Diversos. Esses são os meus, mas Deus age particularmente na vida de cada um que se entrega verdadeiramente a Ele e vive o "Primeiro a Deus sobre todas as coisas". 

Deus pode te honrar naquela matéria difícil, sem que você se manche desonestamente colando. Deus pode transformar seu projeto de pesquisa em um dos premiados da Universidade. Deus te fazer tirar um dez, quando a sua primeira nota foi um três. Deus pode! Porque "Deus age com o seu extraordinário no ordinário da nossa vida". 

Deus cuida de você, quer esteja tentando entrar na universidade, pensando em qual curso fazer; reze, pergunte ao Senhor. Quer esteja no percurso; reze, peça a Deus que seja sua força nos dias mais difíceis e a Sua gratidão nos dias de alegria. Quer esteja se formando; reze, peça a Deus que seja a sua Certeza em meio às inseguranças do que virá daqui pra frente. Em todas as situações: reze, Ele tem cuidado de nós em todas as coisas. "e, todas as coisas, são todas as coisas." 

Não tenha medo de ser de Jesus por inteiro, de ser canal d'Ele na sua Universidade. Olhe a sua volta, existem pessoas que ainda não experimentaram desse Amor? Se sim, sua missão ainda não acabou. 

Deixe-se ser amado e cuidado por Ele, e seja o Amor e Cuidado de Deus para alguém. 



Jissely Moura- Coordenadora do Ministério Universidades Renovadas (MUR) na Arquidiocese de Aracaju/SE.
 
Copyright © 2017 RCCSERGIPE - Renovação Carismática Católica de Sergipe.